O que é Marketing Digital?

O que é Marketing Digital pode parecer simples e ao mesmo tempo complexo. Explicar como técnicas para divulgar e promover um produto parece bem simples. Tente explicar isso em detalhes e você verá o quão complexo é. Mas, se quiser fazer parte de uma das carreiras em alta dos próximos anos precisa entender o que é isso definitivamente.

Sim, a carreira está em alta! E não somos nós afirmando. Uma série de pesquisas sobre o mercado de trabalho aponta o Marketing como uma das profissões mais promissoras. Os estudos são do Sistema Firjan, PageGroup e até Robert Half.

Fazer parte dessa tendência não vai ser mais tão difícil depois de você ler esse guia que preparamos a seguir. Por isso, entenda de uma vez por todas o que é Marketing Digital e prepare-se para deslanchar na sua carreira.

Neste post, você vai conferir:

  1. O que é Marketing Digital?
  2. Como funciona o Marketing Digital?
  3. Por que Marketing Digital é importante para as empresas?
  4. Vantagens de investir no Marketing Digital
  5. Como fazer Marketing Digital?
  6. Como aprender Marketing Digital?
  7. Aprenda a estudar Marketing Digital
  8. Os tipos de Marketing Digital
  9. Como trabalhar com Marketing Digital?
  10. Tendências de Marketing Digital

O que é Marketing Digital?

O Marketing Digital usa diversos conceitos do Marketing tradicional, mas se expressa de uma maneira diferente. Utiliza os meios digitais para fazer com que a mensagem chegue até o potencial consumidor. É também um canal novo, onde você vai aplicar todos os conceitos de Comunicação e Marketing.

Essa forma de se expressar é que é muito mais específica e demanda um conhecimento mais profundo dos profissionais da área. Por isso, um dos maiores erros dos profissionais de Marketing Digital é focar apenas em ferramentas ou apenas na parte operacional do trabalho. Nessa área você usa o que aprendeu, mas através dessas novas ferramentas.

Fazer Marketing, hoje, demanda muito mais conhecimento do que é comportamento do consumidor. E a internet é só um dos meios de fazer a sua mensagem chegar a esse consumidor.

Em um breve histórico, o Marketing passou por diversas etapas até chegarmos a essa atual. Quem explica é, talvez, a maior referência no assunto: Philip Kotler. Dica: Se você não leu nada dele ainda, assim que acabar esse guia, corre para buscar mais sobre o autor.

Kotler é autor de diversas obras no tema, entre elas “Marketing 4.0 – Do Tradicional ao Digital”, a obra mais recente sobre a “era do Marketing”, lançada junto a Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan. O professor divide o Marketing em quatro grandes momentos.

O 1.0 seria o marketing centrado no produto. O 2.0 é o marketing voltado para o consumidor e o 3.0 passa a ser o marketing centrado no ser humano. Já chegamos no 4.0, que Kotler explica como uma “interação online e offline entre empresas e consumidores”.

Como funciona o Marketing Digital?

O Marketing Digital usa diversos conceitos do Marketing tradicional, mas se expressa de uma maneira diferente.

Sabe o conceito de Mix de Marketing ou Composto de Marketing, que envolve os 4 P’s: preço, produto, praça e promoção? Ele existe no Marketing Digital. As táticas envolvem ter um produto, que tem determinado preço – mesmo que varie de acordo com a promoção -, e vai ser divulgado em determinada praça.

Na verdade, no livro “Marketing 4.0”, é sugerido inclusive que o conceito tradicional dos 4 P’s seja substituído pelo dos 4 C’s: co-criação (co-creation), moeda (currency), ativação comunitária (communal activation) e conversa (conversation).

Conseguiu entender a relação entre conceito tradicional e expressar-se de maneira diferente? A internet surgiu e evoluiu, as formas de se comunicar também. No Marketing Digital você tem uma infinidade de canais (ou praças) para divulgar aquele produto. E é importante conhecer a fundo cada um deles.

As estratégias não funcionam da mesma maneira em uma campanha de Marketing Digital. Cada canal tem uma característica, que deve ser respeitada na comunicação com o potencial consumidor, para a entrega ser feita de maneira correta.

Confuso? No meio digital, você pode falar através de e-mail marketing, anúncios publicitários, mídias sociais, vídeos, webinar, e-book, conteúdo em um blog… São diversos os meios, que exigem uma linguagem específica. Até porque em cada um desses canais o comportamento do consumidor é de uma maneira diferente.

Hoje, o consumidor participa ativamente e pesquisa antes de adquirir algo. A técnica tradicional de impactar com um anúncio e converter em uma venda não funciona tão bem assim. Os consumidores opinam e têm forte influência na decisão de compra daquele potencial cliente.

Por isso que para ter o efeito esperado, a mensagem precisa chegar da maneira certa.

Por que Marketing Digital é importante para as empresas?

Por que Marketing Digital é importante para as empresas?

Assim como no tradicional, o Marketing Digital precisa de um planejamento, que vai envolver muita pesquisa, e acompanhamento dos resultados. Diferente do tradicional, que você veicula uma campanha e espera os relatórios pós-veiculação, torcendo para que aquela entrega tenha resultados, no Digital é possível saber isso até em tempo real!

Além disso, as rápidas mudanças que influenciam, principalmente, no comportamento de consumo dos mais jovens, tornam necessário atuar no Marketing Digital. Para uma empresa renovar seu público-alvo e acompanhar as tendências, é preciso atuar usando a internet como uma grande parte de sua estratégia.

Essa é também uma forma de reduzir custos, porque você vai trabalhar com um público de nicho. Sua comunicação vai ser mais eficiente também. Porém, mesmo conseguindo direcionar melhor sua mensagem, é preciso ter um planejamento para chegar ao objetivo.

Enumeramos alguns dos motivos pelo qual sua empresa deveria adotar o Marketing Digital como área estratégica.


  1. Capacidade de segmentação, usando as mais clássicas ou novas com base em comportamento, tecnologia e geolocalização, por exemplo;
  2. Excelente custo-benefício, permitindo atingir até mesmo um nicho bem específico;
  3. Dinamismo que permite testar, acompanhar e ajustar campanhas sem ter que esperar que as ações terminem;
  4. A capacidade de mensuração;
  5. Acompanhar as tendências de consumo e o público que dita essas tendências.

Se você já está considerando adotar o Marketing Digital, confira também as vantagens de trabalhar com essa área, em detalhes!

Vantagens de investir no Marketing Digital

Vantagens de investir no Marketing Digital

O Marketing Digital pode ser mais barato. Trabalhar com marketing de conteúdo pode ter um custo razoavelmente baixo, se comparado com outras formas mais tradicionais de compra de mídia. Além de uma base sólida de entendimento do seu público-alvo, a empresa vai precisar produzir o conteúdo, trabalhar com técnicas de SEO e posts em mídias sociais, por exemplo. Em outras áreas de marketing, como os anúncios e técnicas que envolvem o outbound, aí sim precisa de um investimento um pouco maior. Ainda assim, tende a ser muito mais barato do que veicular em uma mídia impressa, rádio ou TV.

Acompanha em tempo real. Com as ferramentas de Analytics é possível acompanhar a performance de suas ações em tempo real e não esperar por um relatório só depois que o período acabar.

Dados ajudam a corrigir e otimizar. Já que dá para acompanhar em tempo real, é possível ir ajustando e otimizando a campanha enquanto estiver rodando.

Saber quem interage. Também através dos dados é possível saber exatamente quem interage com as campanhas, de onde estão vindo essas pessoas e até quem são. Com as estratégias de captação de leads, a empresa poderá até mesmo comunicar-se direto, literalmente, com esses clientes em potencial.

Não depende de fornecedores para impressão e entrega. Depende da aprovação de um anúncio pelo Google ou o Facebook, por exemplo, e pronto, seu anúncio já estará veiculando. No Marketing Tradicional existem altos gastos com impressão, distribuição, entrega…

Não depende de rios de investimento em uma publicidade. Ter meia página, ou mesmo um quarto de página, em um jornal de grande circulação ou uma revista, pode custar bastante. E como você vai medir a conversão em vendas, com precisão, e saber se valeu a pena?

Como fazer Marketing Digital?

Agora que você já sabe os conceitos e os motivos pelos quais deveria fazer Marketing Digital, está na hora de saber como adquirir esse conhecimento. Em um primeiro momento, você pode fazer isso de maneira autodidata, gratuitamente, já que grande parte do conteúdo relevante hoje sobre o tema já está na própria internet.

Se quiser acelerar o processo, fazer cursos presenciais específicos e participar de eventos vai permitir um conhecimento mais estruturado e networking, responsável por grande parte das oportunidades nesse mercado de trabalho. Toda essa parte de conhecimento envolve acompanhar as mudanças e as tendências.

Em um primeiro momento é MUITO provável ficar perdido no meio de tanta coisa. Saiba que não precisa ser um especialista em todas as áreas de Marketing Digital, mas, ter um conhecimento, mesmo que básico, de todas elas, é essencial. Para isso, acompanhar algumas referências no mercado é muito importante.

Sugerimos uma lista de especialistas para você acompanhar e que pode ajudar na sua carreira:

  • Peter Drucker e Philip Kotler. Para entender o Marketing mais tradicional (lembre-se que os conceitos clássicos são essenciais no digital!);
  • Jeff Walker. Já ouviu falar na Fórmula de Lançamento? Então, esse é o criador;
  • Seth Godin. Marketing de permissão, de influência, de interrupção… Aprenda todos esses conceitos com o autor dos conhecidos “A Vaca Roxa” e “Marketing de Permissão”;
  • Tim Ferriss. Autor do livro que  traz um conceito polêmico: “Trabalhe 4 horas por semana”, fala muito também do conceito e o trabalho de automação;
  • Rand Fishkin. O “mago da Moz”, empresa referência no trabalho de SEO, e agora fundador da SparkToro, é um dos pioneiros do Marketing de Conteúdo para o B2B, inventor do conhecido Whiteboard Friday. E, mesmo estando a frente de outra empresa agora, os quadros de sexta-feira permanecem, inclusive com a participação de Fishkin, e valem muito a pena acompanhar;
  • Neil Patel. Uma das referências mais atuais, ele já fez algumas empresas que valem milhões e fala muito de Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing.

Como aprender Marketing Digital?

Como aprender Marketing Digital?

Para aprender Marketing Digital deve ter uma mistura de teoria com alguma prática. Alguns cursos presenciais, como o caso aqui da M2BR Academy, são bastante focados em unir esses dois lados. Mas você pode começar sozinho, inclusive existe uma série de cursos online gratuitos na área.

Você sabe como as certificações podem ajudar na sua carreira em Marketing? Com as certificações, mesmo que você não tenha trabalhado com essa disciplina em uma empresa, os recrutadores te observarão com outros olhos.

É importante acompanhar as mudanças nesse mercado, porque mais facilmente o profissional vai conseguir entrar nesse universo. Por isso, fazer cursos com pessoas da área que vão te preparar para o que o mercado exige é muito importante.

Não só cursos, mas as certificações nas diferentes plataformas. Além de um diferencial para o profissional, vai mostrar que você sabe a parte técnica da ferramenta (mas não esqueça nunca da estratégia!).

Algumas certificações online que você pode fazer são:

  • Hubspot Academy – A empresa tem uma série de certificações gratuitas (sim!) e todas online. Você só precisa estar com o inglês afiado para poder assistir às aulas e realizar os testes. O único curso com legendas em Português era o de Inbound Marketing.
  • Universidade Rock Content – Alguns cursos são pagos, mas existem cerca de 10 horas de treinamento gratuito com as certificações de Marketing de Conteúdo, Produção de Conteúdo para Web, Inbound Marketing e Outbound Marketing.
  • Resultados Digitais – Na Escola RD, existem certificações pagas como Inbound Sales, Customer Success, Inbound Marketing, entre outras.
  • Google – O Google possui treinamentos certificados tanto em AdWords como em Analytics. Além disso, outros treinamentos do próprio Google estão disponíveis para profissionais.
  • Blueprint do Facebook – As certificações Blueprint do Facebook servem para avaliar a proficiência nos produtos e serviços da mídia social. As certificações atuais são em publicidade no Facebook, compra e de planejamento.
  • Hotmart tem seu Academy, com inúmeras dicas para criar seu produto online e tornar-se um produtor e também para trabalhar com Marketing de Afiliado. O acesso é gratuito.
  • SemRush também possui uma série de testes online e aulas para você certificar-se como um profissional de Marketing. As áreas incluem SEO, Conteúdo e PPC. E o melhor: são gratuitas!
  • Ahrefs também tem um Academy online, com opções de tutoriais gratuitos e pagos nas áreas de Marketing e Blogging.
  • A Flight School do Twitter também tem mini-cursos sobre a plataforma.

Aprenda a estudar Marketing Digital

Aprenda a estudar Marketing Digital

Dominar absolutamente tudo de Marketing Digital parece uma tarefa sem fim. Mas é possível ficar por dentro das tendências sim, não precisa se desesperar. Separamos algumas dicas de como você pode aprender Marketing Digital.

  • Acompanhe os especialistas na área, como os que citamos mais acima;
  • Faça as certificações online e conheça tanto as ferramentas, mas principalmente os conceitos;
  • Escolha alguns cursos presenciais que você possa investir. Eles que vão te proporcionar teoria e experiência prática, além de contato com outros profissionais;
  • Tente participar de alguns eventos e palestras. Vai ser bom para o networking e para conhecimento de quem faz aquilo no dia a dia;
  • Leia muito! Acompanhe o que especialistas escrevem no Linkedin e acompanhe também os blogs das empresas e dessas referências que, certamente vão te ajudar muito. Ah, livros são mais do que bem-vindos;
  • Coloque o que você aprendeu em prática. Não espere que uma oportunidade caia do céu para fazer tudo aquilo que você leu sobre. Comece tornando-se um freela ou trabalhando como hobby.

Os tipos de Marketing Digital

O profissional de Marketing Digital pode trabalhar com diversas áreas. As campanhas completas podem incluir Mídia Online (Publicidade), Criação de Conteúdo, E-mail Marketing, Mídias Sociais, tudo interligado. Tudo vai depender do objetivo que se quer atingir e o estágio do funil ou da jornada do consumidor.

Mídia Online (Ads / PPC)

A parte de mídia inclui o Google Ads, tanto links patrocinados quando rede de Display. Pode incluir também Facebook Ads, Instagram Ads, Twitter Ads, Linkedin Ads…ou seja, toda a parte de anúncio das mídias sociais.

O termo Pay-Per-Click (PPC) é gerar tráfego para uma página através do clique em um anúncio pago. Essa geração de tráfego pode ser por qualquer uma das mídias online citadas logo acima.

SEO

O SEO (Search Engine Optimization) funciona muitas vezes como um complemento da mídia online, já que envolve gerar tráfego mas de maneira orgânica, através dos resultados de busca. Enquanto a mídia online são anúncios pagos para levar tráfego a uma página sua, o SEO é um trabalho de otimização para gerar cliques pelos motores de busca.

Esse trabalho de otimização para motores de busca pode ser feito em um post de blog, no próprio site e até em um vídeo. Por exigir esses conhecimentos específicos, muitos deles técnicos, é uma área de especialização dentro do Marketing Digital.

Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo consiste em produzir conteúdo de qualidade e relevante para atrair o público em potencial através desse conteúdo e transformá-lo em um lead. Para divulgar o trabalho do Marketing de Conteúdo é preciso utilizar técnicas de SEO.

Essa área serve para diversos objetivos, como gerar tráfego, conversão em leads, reconhecimento de marca, para citar alguns. Pode ser desenvolvida através de posts em um blog, criação de e-books, whitepapers, infográficos, entre outros formatos.

Inbound Marketing

O marketing de atração se difere do marketing de conteúdo, principalmente, por ter uma metodologia focada para objetivos de vendas ou geração de leads. A ideia é auxiliar o potencial cliente concluir sua jornada de compra através das 4 etapas do funil de conversão: reconhecimento, consideração, avaliação e decisão.

Para cada etapa do funil existem diferentes tipos de conteúdo mais adequados. No Reconhecimento você quer atrair os potenciais clientes para convertê-los em leads. Para isso, precisa entregar conteúdos mais amplos, para que ele entenda que tem um problema.

No estágio de Consideração e Avaliação, o lead já entende que tem um problema e considera suas possibilidades de solucioná-lo. Enquanto na Decisão, ele vai escolher a forma como vai solucionar esse problema, de preferência adquirindo o produto ou serviço oferecido pela sua empresa.

Social Media

A parte de Mídias Sociais vai além de fazer posts no Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest, Linkedin, entre outras. Existe toda uma estratégia de divulgação para garantir que a mensagem chegue da maneira correta ao público daquela mídia. Essa disciplina do Marketing Digital inclui também o monitoramento, com a interação, e análise dos resultados.

E-mail marketing

As campanhas de e-mail servem para relacionar-se com o público. Entendendo os dados da base, você consegue saber quem é a pessoa e como entregar a mensagem. O e-mail vai gerar tráfego, ajudar na conversão e fidelizar os clientes

Automação de Marketing

Automação é um conceito fundamental do marketing moderno e, normalmente, utiliza uma plataforma que integra as ações de marketing dentro de uma tática desenhada pelos gestores e analistas do projeto. É possível, por exemplo, enviar um e-mail automático para clientes que moram no Rio de Janeiro e baixaram um e-book da empresa.

Afiliados

O Marketing de Afiliados consiste em promover o produto de terceiros e ganhar uma comissão por cada venda feita através dos seus links de afiliado.

Analytics

A parte de métricas é uma análise que acontece quase em tempo real. A vantagem do Marketing Digital é não esperar que termine uma campanha para verificar os resultados. Através dessa análise é possível verificar o que está dando certo e o que não está, e já corrigir para que a campanha atinja os resultados esperados.


Como trabalhar com Marketing Digital?

Como trabalhar com Marketing Digital?

A melhor forma de começar a trabalhar com Marketing Digital é ter uma noção geral do cenário. Mesmo que em muitas áreas seja preciso ter conhecimentos mais específicos, todos os profissionais devem ter um conhecimento geral do todo.

Para isso, existem tutoriais, certificações gratuitas na internet e os cursos presenciais de introdução ao marketing digital. Conhecendo cada área é que o profissional saberá onde se posicionar e onde irá se especializar.

Entender o sistema, as relações de consumo, os conceitos mais básicos de marketing e comportamento do consumidor. Além disso, um bom profissional de Marketing Digital deve ter no sangue conceitos como segmentação, público-alvo, comportamento de consumo, frequência de consumo, produto, preço, praça, itens de serviço…

Leitura complementar: Confira o glossário mais completo de Marketing Digital

Outra dica é começar fazendo. Não caia na armadilha de que não consegue emprego porque não têm experiência e não têm experiência porque não conseguem emprego. O mercado de Marketing Digital é flexível, permitindo que você “crie” suas próprias oportunidades, sem depender de outras pessoas.

Se você escreve bem, pode fazer certificações gratuitas de Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing (Hubspot ou Rock Content), se qualificar com essas e outras certificações gratuitas na internet e cadastrar seu currículo em bancos de freelancer. Alguns exemplos são Workana, Freelancer.com ou a própria Rock Content.

O profissional certificado começará a conquistar clientes e, se fizer um bom serviço, poderá construir seu portfólio e ter cases para conseguir um emprego ou mesmo freelas que pagam mais.

O mesmo paralelo pode ser traçado para quem deseja trabalhar com Web Analytics, Business Intelligence, Mídia Online, Marketing Direto, Planejamento e Presença Digital, Mídias Sociais e outras áreas.

Além das certificações e tutoriais online, uma forma de acelerar o aprendizado é através de cursos presenciais e eventos. Nesse casos, o ensino costuma ser focado e intensivo em determinada área. E o profissional ainda poderá ter contato com outros profissionais da área. Mas existem outras formas de você começar uma carreira em Marketing Digital.

O profissional de Marketing Digital

O profissional de Marketing Digital

O profissional de Marketing Digital pode atuar em diversas áreas, desde o planejamento de ações, sendo um profissional que gerencia equipes ou ainda um profissional mais técnico. Esse último caso são aqueles que operam e coordenam equipes de freelancer para que se atinja determinado resultado, por exemplo.

As grandes áreas do Marketing Digital podem ser divididas em:

  • Planejamento
  • Gerência
  • Mídia
  • Web Analytics
  • Marketing Direto

Além dessas, outras áreas macro tão relevantes quanto são de Presença Digital, Mídia Digital e Branding.

A agência de Marketing Digital

A agência de Marketing Digital é uma instituição que vai ajudar seus clientes a atingirem seus objetivos de negócio através dessa disciplina. Uma empresa, hoje, pode optar por ter um departamento internalizado, contratar serviços de profissionais freelancers ou contratar uma agência para cuidar de tudo, quando prevê um trabalho mais de médio a longo prazo.

A opção mais utilizada, geralmente, é a de contratar uma agência, quando são mais disciplinas envolvidas no trabalho. E, nesse caso, administrar o trabalho de diversos freelancers de várias áreas parece mais complicado e mais caro.

Uma das vantagens de ter uma agência de Marketing Digital é usar o conhecimento que a equipe teve em vários outros clientes diferentes para seus casos. A principal desvantagem é a dificuldade de comunicação e a divisão de atenção que a agência tem.

As áreas de atuação da agência são basicamente as mesmas de um profissional de Marketing Digital. A principal diferença é que o trabalho é feito em escala e por equipes de profissionais especializados.

Tendências de Marketing Digital

Tendências de Marketing Digital

O Marketing Digital não para de crescer. A área ainda possui como vantagem abraçar as novas tecnologias para incluir no seu dia a dia. Um desses exemplos são Inteligência Artificial, Realidade Virtual, entre outros. A gente explica:

Assistente de voz: Google Assistente, Alexa da Amazon ou a famosa Siri da Apple. Nada mais são do que assistentes mesmo, só que virtuais, que realizarão tarefas por você através de um comando de voz. O Alexa, por exemplo, tem um sistema totalmente interligado à sua casa.

Big Data é cada vez mais usado em Marketing. É através dos dados que a empresa descobre de seu potencial cliente o que gosta, o que faz para se divertir, quais suas necessidades diárias, o que almeja e etc.

Chatbot são os chats que usam inteligência artificial para “falar” com você. Na verdade, as versões mais simples de um chatbot são programadas por um humano mesmo, como uma árvore de decisões (similar ao que as antigas URAS faziam). Essa ferramenta, que pode ser inserida tanto em sites como em mídias sociais, serve para interagir com o público, SAC 2.0 e até para captação de leads.

Inteligência Artificial refere-se ao conceito que mais ou menos significa as máquinas pensarem como humanos. No Marketing, o modelo inclui a análise de muitos dados para personalizar as entregas ao público-alvo.

Realidade Aumentada é o ambiente real modificado pela inserção de algo virtual. Um exemplo é o jogo que virou febre no mundo, Pokémon GO. Nele você pode ver os monstrinhos no ambiente que você se encontra através de uma câmera, usando também o GPS de seu aparelho.

Realidade Virtual é uma tecnologia de interface avançada que é capaz de enganar os sentidos do seu usuário através de um sistema operacional capaz de recriar ao máximo a sensação de realidade. Essa realidade é criada por efeitos visuais, sonoros e até táteis.

Essas são apenas algumas das tendências do Marketing para o presente e para um futuro muito próximo, que você deve ficar ligado.

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

4 ideias sobre “O que é Marketing Digital? Aprenda de uma vez com este guia

  1. Obrigado por disponibilizarem esse conteúdo!
    Para este meu momento de entrada no Mlkt Digita,l esse conteúdo faz toda a diferença para meu embasamento e direcionamento na área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *