Os testes AB são uma das principais ferramentas no cinto de utilidades do profissional de marketing. Com ele, é possível otimizar estratégias e ações, nos mais diversos níveis de suas campanhas. Mas, será que você usa esses testes da maneira correta? 

Para cada ação, os testes são feitos com um objetivo diferente. Em um, pode ser avaliada a conversão e em outro, a usabilidade. Então, se você quer otimizar seu uso dessa ferramenta, continue lendo este post. Entenda por que fazer testes AB e como fazê-los bem

Se gostar do post, lembre-se de assinar a newsletter da M2BR Academy para dominar todas as estratégias e ferramentas de marketing digital! 

O que é o teste AB e como ele funciona? 

Como o nome indica, esse é um teste com o objetivo de validar uma hipótese, a partir de dois cenários distintos. O termo “AB” indica que você está avaliando duas variáveis, de modo que os resultados não afetem uns aos outros. 

Esse ponto é crucial, pois para realizar testes AB é preciso paciência. Vamos imaginar um cenário que mostra porque isso é tão importante. Imagine que você quer fazer dois testes. Apenas como exemplo, pode ser que você queira trocar a cor de um botão em uma landing page e o estilo da fonte. A hipótese é que as alternativas ajudarão você a otimizar sua conversão. 

O ideal é que você teste cada uma das hipóteses isoladamente. Se você testar tanto a fonte quanto o botão, não tem como saber exatamente o impacto de cada um na sua conversão. O resultado do teste não é tão claro e ele perde seu objetivo. 

Outro ponto crucial é que é preciso ter paciência. Não adianta muito fazer o teste apenas em um dia, pois você não pode ter o espaço amostral suficiente para chegar a uma conclusão definitiva. 

Além disso, é mais importante no marketing digital observar tendências do que números absolutos. O comportamento do público flutua ao longo do dia, então se uma mudança aumentou a sua taxa de conversão em um dia, isso não quer dizer muita coisa. Existem diversos outros fatores que podem impactar esse resultado. O importante é olhar as tendências ao longo de um período de tempo. Qual versão performou melhor, em média, durante o período? 

Falando nisso, encontrar o tempo certo é um desafio e não existe resposta definitiva. Isso depende muito do volume de tráfego. Também é preciso dar um tempo para as ferramentas trabalharem. É preciso registrar as mudanças na página e coletar dados suficientes com a nova versão. Isso leva tempo, no mínimo de uma semana

Por que é importante fazer testes AB?

Basicamente, os testes AB são divididos em quatro grandes objetivos. Confira. 

Descobrir as preferências do público

Em grande parte dos casos, o público é imprevisível. Diversas métricas associadas a ele, e a usabilidade e experiência, podem ser melhoradas com testes AB. Existem inúmeros elementos que podem estar mais alinhados com o que o seu público espera e é preciso fazer testes para conhecê-las. O comportamento natural do usuário pode ser achar que um elemento é clicável, por exemplo. 

Otimizar as melhorias técnicas

Outro grande objetivo é agilizar as melhorias e soluções para as páginas. Você pode aplicar suas hipóteses mais rapidamente, como otimizar os sites para mobile e seus impactos na performance. Falamos muito aqui no blog sobre o impacto do mobile, mas pode ser que para seu público específico isso não seja uma prioridade. Você só sabe se testar. 

Reconhecer problemas de conteúdo

Pode ser que a comunicação não seja a ideal para determinado público naquele momento. O público pode querer mais informações na sua landing page antes de clicar, ou pode ser que você precise pôr a informação de maior destaque no topo do texto. O teste AB ajuda a reconhecer a forma ideal. 

Alinhar o design 

O próprio design da página pode não estar otimizado. O público pode demandar formatos mais dinâmicos e modernos, por exemplo. 

Design, conteúdo, o aspecto técnico e comportamento do público. Todos eles podem ser afetados pelos testes AB, o que significa que são infinitas variáveis a serem testadas. É aí que entra o profissional de marketing. Ele deve ser capaz de formular as hipóteses de testes e saber priorizar entre aquelas que podem ter o maior impacto

Já conferiu nosso artigo sobre as tendências para 2021? Acesse aqui.

Como fazer testes AB e quais são os principais elementos? 

Não somente os objetivos e variáveis a serem estudados nos testes AB são inúmeros, mas os testes podem ser feitos em diversos canais. Os principais são: 

  • Sites: Analise os sites como canal de venda ou conversão. Verifique taxas como a taxa de conversão, taxa de abandono para começar a pensar nas hipóteses que levam a performances mais baixas;
  • Landing pages: quais são os modelos que mais convertem e por que? Faça testes com as ofertas, a forma como a comunicação é feita, o design. Um ponto a olhar é o próprio formulário. Você realmente precisa de todas as informações que pede?
  • Anúncios: aprimore seu copy, a organização das informações e as imagens usadas para gerar mais cliques;
  • CTAs: Descubra o local em que o CTA tem maior impacto. Se você o usa exclusivamente no final, será que o público lê todo o seu conteúdo? 
  • Posts nas redes sociais: descubra os horários que mais geram interação. Colocar perguntas ou pedir comentários funciona? Quais são as cores e o design que mais chamam a atenção;
  • E-mail marketing: teste diferentes formatos, se o público não abre, considere testes com o assunto e o pré-header. Se abre, mas não interage, a oferta ou o conteúdo em si podem ser aprimorados. 

Por fim, é preciso mencionar rapidamente as ferramentas que ajudarão você a fazer esses testes. O Google Optimize tem a vantagem de já estar totalmente integrado ao Analytics. Outras opções são o Optimizely, Visual Website Optimizer e AB Tasty. A maioria delas tem versões gratuitas para experimentar, então teste para encontrar a que você mais gosta. 

Os testes AB podem ser muito valiosos. Como ficou claro, eles podem impactar cada aspecto da sua estratégia, desde conversões, interações até o faturamento. A principal lição é saber escolher bem os testes a serem aplicados, já que não existe tempo para fazer tudo, e ter paciência para as ferramentas trabalharem. 

Gostou do post? Então assine a newsletter da M2BR Academy para saber mais sobre todas as ferramentas à sua disposição! 

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *