Você já considerou o LinkedIn Ads como uma ferramenta de marketing? Essa rede é ótima para procurar vagas de emprego, além de acompanhar as conquistas dos colegas e aprender bastante sobre os mais variados assuntos envolvendo a vida profissional. Mas, assim como todas as redes sociais, o LinkedIn tem espaço para os anúncios. 

Então, se você quer conhecer mais sobre essa ferramenta, continue lendo este post. Vamos falar sobre o que é o LinkedIn Ads, por que é interessante anunciar nele e como dar os primeiros passos para começar

Se gostar do post, assine a newsletter da M2BR Academy para receber outros conteúdos sobre os canais de anúncio! 

O que é o LinkedIn Ads? 

Assim como o Facebook Ads e o Google Ads, essa é a plataforma de gestão de anúncios dentro do LinkedIn. Ou seja, ela permite controlar todas as campanhas e ações na rede, personalizando e segmentando a audiência. 

Antes de mais nada, é preciso mencionar que o LinkedIn Ads tem os anúncios mais caros da internet. Por conta disso, é preciso muito cuidado ao usá-lo, para garantir que tanto o canal quanto o público são os corretos para a sua campanha. Isso porque, dependendo da situação, o LinkedIn pode ser sua ferramenta mais importante, ou ter muito pouco valor. 

Por que vale a pena anunciar no LinkedIn Ads? 

O LinkedIn, evidentemente, não tem mais público que o Facebook, o Instagram e o Twitter. Além disso, quem tem essa rede provavelmente está em todas as outras. Então, por que usar essa ferramenta para anúncios, especialmente considerando que ela é mais cara? A resposta é simples: contexto

Todo anúncio, e toda ação de marketing na verdade, é mais eficiente quando aplicada no contexto ideal. Ou seja, entregar o que o usuário precisa, no momento em que ele precisa. Isso fica mais claro com um exemplo óbvio. 

Imagine que você vende cursos online e faz anúncios tanto no Facebook, quanto no LinkedIn. No Face, o seu público está vendo memes, fotos dos amigos, discussões políticas, páginas de esportes e muito mais. Ou seja, nem está pensando no assunto. 

No LinkedIn, ele está procurando uma vaga de emprego que pede habilidades específicas, está lendo artigos sobre a importância de se atualizar, está vendo postagens de um amigo que acabou de receber um certificado. De qual qual das duas realidades o seu anúncio está mais próximo? É por isso que o LinkedIn é 277% mais eficiente em gerar leads do que o Facebook. Também é por isso que ele é mais caro. O contexto é muito claro, o que faz dele muito valioso

Como começar a anunciar no LinkedIn Ads? 

Para aproveitar esse contexto, o ideal é explorar a plataforma. Quase sempre vale a pena ter uma presença no LinkedIn, mesmo que só do ponto de vista de RH. É uma forma de empoderar sua marca empregadora e até seus colaboradores, garantindo que você vai atrair os melhores talentos. Mas, os anúncios geralmente são usados para gerar receita, seja diretamente nas vendas ou através dos leads. É claro que isso não impede você de usar os anúncios para promover sua marca ou conquistar colaboradores. 

O gerenciador de campanhas do LinkedIn é a plataforma que você precisa conhecer. É lá que você vai gerenciar todas as suas ações. 

Defina seu objetivo e público

O LinkedIn ajuda os publicitários a começar as campanhas com objetivos pré-definidos. Pode ser algo como gerar leads, visitas aos sites, conversões e até mesmo candidatos à vagas. O importante é que esse objetivo seja muito claro, de modo que você tenha os resultados que espera. 

A definição do público é outro motivo pelo qual o LinkedIn é mais caro. Ele permite uma segmentação muito forte, customizando o público para exatamente aquilo que você precisa. Como quase sempre, o ideal é segmentar o máximo possível, para aumentar as conversões e ter um ROI bem alto. 

Conheça os formatos de anúncio

Nesse ponto, o LinkedIn se assemelha mais ao Facebook e outras plataformas. Ele traz diversos tipos de anúncio, como: 

  • Carrossel;
  • Imagem única;
  • Vídeo;
  • Texto;
  • Em destaque;
  • Na conversa;
  • Para seguidores. 

Assim como nas outras plataformas, não existe um formato definitivo. O mais importante é testar os diferentes formatos e avaliar aqueles com os quais os público se identifica melhor

Crie o anúncio com o contexto em mente

Na hora de criar o anúncio em si, você sempre deve ter o contexto em mente. Primeiro, garanta que a informação e a oferta do seu anúncio é valiosa, alinhada com o contexto de navegação. Assim como o formato, também não existe uma resposta certa. Tudo depende do seu público e do que ele espera na rede. 

Mas, qualquer anúncio precisa ser valioso. Se pergunte se o que você oferece realmente vale a pena para a persona. 

Defina o meio de pagamento e os horários

Como já mencionamos, o LinkedIn não é barato. Portanto, é preciso ter atenção extra na forma de pagamento. As opções são o custo por clique (CPC) e o custo por mil impressões (CPM). Essa é uma decisão mais complexa, e depende do seu objetivo. Geralmente, o CPC vale mais a pena para geração de leads e vendas, enquanto o CPM é mais indicado para brand awareness

Também é importante escolher os horários de acordo com o seu público, e essa é mais uma particularidade do LinkedIn. Segundo o Sprout Social, os melhores horários para publicar no LinkedIn, são durante a semana no horário comercial e os piores são de noite/madrugada e fins de semana. Isso faz total sentido com o comportamento do usuário. Como é uma rede mais voltada para o trabalho, faz sentido acessá-la mais nesse contexto. 

Monitore sempre

Por fim, e também assim como em qualquer ação de marketing, monitorar os resultados constantemente é um dos segredos para ter sucesso no LinkedIn. Entenda o desempenho de cada uma de suas ações e busque o que pode ser melhorado. 

Se você já usa outra plataforma de anúncios, como o Google ou Facebook Ads, o LinkedIn não está muito longe. Ele possui algumas pequenas diferenças que o tornam único e extremamente valioso. Porém, se você quer entregar um conteúdo ou uma oferta para o seu público, dentro de um contexto profissional, não existe uma melhor opção. 

Gostou do post? Então assine a newsletter da M2BR Academy e fique por dentro de outros conteúdos que vão ajudar você a conhecer melhor os canais de anúncio!

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *