Facebook para empresas: casos de sucesso

Categorias Mídias Sociais

Veja alguns cases de empresas que souberam como usar o Facebook

De uma publicação no feed a uma venda em um Ad, tudo passa por estratégias de Facebook para empresas. Sim, precisa ser tudo pensado e analisado para chegar ao resultado.

Geralmente, a parte de análise acaba ficando para o final. E isso está errado! A parte de análise e insights deve te acompanhar em todos as fases da sua estratégia.

Se você já mantém uma fanpage, o primeiro passo ao criar uma estratégia de Marketing para a rede social é analisar os dados de público. Como fazer isso? Ao fazer login na conta do Facebook, entre na fanpage e vá em Informações.

Nessa área da plataforma você encontrará informações como idade, gênero e localidade do público; ver como anda o alcance da página; quais publicações tiveram um desempenho melhor, para citar alguns exemplos.

Com essas informações básicas você saberá como criar uma linguagem adequada ao seu público; saber quais publicações funcionam e podem servir de modelo e quais não valem tanto assim.

Essas são informações bem básicas e são apenas para iniciar suas estratégias de Marketing na mídia, já que fornece informações do público que já segue e interage com sua página. Mas existe um mundo muito maior de possibilidades para trabalhar com esses mais de 2 bilhões de usuários ativos todo mês no Facebook.

Dica: o Facebook tem cursos rápidos no Blueprint ou você pode conhecer o Facebook Marketing da M2BR Academy, e aprender presencialmente tudo o que você precisa para trabalhar na mídia social.

Ou, você também pode acompanhar esse post até o final e saber mais estratégias de sucesso, usadas por empresas para vendas, publicação, Marketing e para anunciar.

Estratégias de Marketing para Facebook

1 – Storytelling

Uma estratégia de Marketing para Facebook que tem se mostrado bem sucedida é usar o Storytelling. Inclusive, o assunto esteve em muitos dos painéis na Social Media Week New York de 2019.

Storytelling é uma técnica de contar histórias usando técnicas de estrutura e narração com o objetivo também de levar a uma venda. E você pode fazer isso em um vídeo ou post, ou mesmo em uma série.

Contar uma boa história envolve a audiência e cria uma conexão entre a marca e o público. Histórias geram identificação com as pessoas quando afloram emoções nas pessoas.

Por isso, você deve conhecer até mesmo como seu público se sente ao usar seu produto e como proporcionar isso desde um (aparentemente simples) post no feed.

Para criar uma história, tenha o desenho do público, objetivo da campanha e formato. Segundo foi citado na própria SMW NY, o que mais as marcas querem é gerar uma conexão. E nada melhor que Storytelling para isso.

Um grande exemplo de Storytelling são os comerciais da Coca-Cola, principalmente aqueles de Natal que contam uma história da família de ursos polares ou mostram as pessoas esperando pelo famoso caminhão.

Outro grande exemplo é a marca Dove, sempre empenhada na causa feminina.  As campanhas com essa temática já começaram há bastante tempo. Um exemplo de 2013 foi a Retratos da Real Beleza, com desenhos feitos por um profissional a partir de descrições das próprias mulheres, representando como elas se viam. Essa foi uma campanha de sucesso, focada em histórias, que rodou em diversos países.

2 – Conteúdo colaborativo

Colaborações são ótimas estratégias de vendas. Um grande case, mas que rodou principalmente no Instagram, com hashtags personalizadas e posts, e no YouTube, com o vídeo da campanha, foi a mais recente da Oreo.

Para anunciar a edição limitada do Oreo Game of Thrones, a icônica abertura da série foi recriada, onde as construções de Westeros e além do Mar Estreito foram substituídas pelo biscoito.

Outra collab de sucesso, dessa vez que rolou no Facebook, foi da Coca-Cola para lançar a edição de latinhas comemorativas de Vingadores: Ultimato. A publicação foi a criação de um vídeo chamado The Chase.

As duas campanhas têm em comum, além da colaboração entre marcas para a venda de um novo produto, a criação de hashtags exclusivas. Essa é uma estratégia que ajuda a promover o engajamento e o boca a boca.

Isso para que os próprios consumidores sejam propagadores da marca. Já que eles farão isso ao postar conteúdos indicando a hashtag daquele produto. O que também vai criar, assim, uma comunidade em torno desse termo, no caso, uma hashtag.

3 – Tendências (Memes e virais)

Virais e memes são, certamente, os tipos de publicações que mais engajam nas mídias sociais. Em alguns momentos, e apenas quando fizer sentido, aproveitar a onda e fazer uma publicação nesse estilo pode gerar bastante engajamento e reconhecimento de marca.

Mas evite criar um perfil só de memes apenas para ter curtidas. As publicações precisam fazer sentido para seu público e ser úteis para ter o engajamento esperado.

Como no Facebook o alcance orgânico é quase mínimo, invista em conteúdos criativos que naturalmente vão gerar interação do público.

Mas não esqueça também de impulsionar os conteúdos essenciais para a sua campanha. Isso porque o algoritmo está programado para exibir para as pessoas mais publicações de outras pessoas do que de empresas.

Então, se você quer que o conteúdo da fanpage da empresa alcance mais gente, precisará pagar alguma coisa por isso.

4 – Fale com a pessoa certa

Falando em impulsionar posts, talvez a melhor dica para anunciar no Facebook seja determinar o público certo. É claro que escolher um formato de anúncio e trabalhá-lo bem, com a mensagem e oferta bem claras, também são importantes.

Mas de nada adiantará a melhor imagem ou vídeo com o melhor texto, e o público estar abrangente demais ou não ser o seu. Isso fará com que toda a verba seja gasta sem o ROI desejado.

Um caso de sucesso, explicado pelo próprio Facebook, de campanha bem segmentada e que explorou diversos formatos de anúncio foi o da Nescafé Dolce Gusto Brasil.

Com um mix de anúncios em carrossel, vídeo, coleção, Stories Ads e Messenger, a marca tinha como objetivo a Conversão. Era vender mais máquinas e mais cápsulas, com campanhas levando direto para o e-commerce.

Segundo divulgado pelo Facebook para Empresas, com a estratégia de conversão combinadas com peças no feed e Stories, a marca conseguiu atingir 12 milhões de pessoas novas. Ainda teve 27% de aumento em vendas, entre outros resultados positivos.

Para anunciar no Facebook, você deve usar a ferramenta Gerenciador de Anúncios. Mas, antes do público, é preciso definir um objetivo. Esse objetivo de campanha pode ser Reconhecimento de marca, Consideração ou Conversão.

Entre essas metas macro, pode haver o objetivo de tráfego, conversão em cadastros, vendas diretas, visualizações em vídeos, envolvimento com a publicação… são diversas opções para criar uma campanha.

Depois dessa parte configurada, aí sim é partir para definir o público certo que deve ser impactado pelo Ad.

5 – Saiba o que o seu público curte

Alcançar o público além do Facebook é a proposta da ferramenta Audience Network, também da empresa. Essa ferramenta permite que os anunciantes estendam as campanhas feitas no Facebook e no Instagram para outros sites e aplicativos também.

Para configurar anúncios no Audience Networks, o sistema de direcionamento, leilão, veiculação e medição é o mesmo do Facebook. Essas campanhas também são todas controladas pelo Gerenciador de Anúncios, assim como as do próprio Facebook e do Instagram.

Conclusão

Trabalhar com Facebook e Mídias Sociais não é uma atividade para amadores. Exige planejamento, conhecimento das ferramentas e de métricas. Além de criatividade e ficar antenado a novidades…

Se você quer seguir e aprender mais sobre a carreira de social media, convidamos a conhecer o curso completo e aprender na prática com a Formação e Mídias Sociais aqui da M2BR Academy.

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *