A impaciência no comportamento do consumidor

Categorias Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, SEO

O consumidor nunca esteve tão impaciente. Segundo dados do Google de 2017, houve um aumento de mais de 200% nas pesquisas que incluem termos como “perto de mim”, “aberto” e “agora”. 

Ou seja, cada vez mais as pessoas buscam por opções que resolvam o seu problema de forma imediata, no mundo “real”, e especialmente, no digital. Mas, como surgiu esta demanda e, mais importante, como este comportamento afeta sua estratégia.

A força da tecnologia

A tecnologia apresenta uma via de mão dupla para a relação entre consumidor  e empresa. Certas marcas a usam para trazer soluções mais ágeis e vantajosas e, a partir disso, o público é treinado para exigir soluções eficazes.

Isso pode ser visto em produtos. Quando a Apple lançou o iPhone. A partir daí, todo o mercado teve que se adequar a demanda do público por este tipo de tecnologia. Diversas empresas tiveram que lançar a sua própria versão, melhorada ou piorada, para atender o que o público queria. 

Nos serviços esse processo também ocorre. Uma empresa cria uma forma de fazer entregas por aplicativos de forma mais rápida e muda completamente o mercado.

Ou um aplicativo traz um serviço de conta bancária ágil, inteligente e sem burocracia, que coloca um certo medo em instituições enormes, pois o público demanda cada vez mais soluções tão eficazes quanto.

Ou seja, a concorrência também é grande, com inúmeras empresas que buscam encontrar soluções ideais para os clientes. 

Como são feitas as buscas atualmente?

E este processo ocorre também nas buscas. Durante muito tempo, o modelo de navegação principal era a integrada. Ou seja, o usuário acessava uma parte do site, que servia como vitrine, caminhando por outras páginas, até encontrar o que desejava.

Atualmente, este modelo ainda existe, mas vem sendo alcançado ou superado por uma navegação remota, que não tem necessariamente a ver com smartphones. Neste modelo, o usuário pesquisa em um motor de busca e vai diretamente para onde quer, sem nem olhar o resto.

Vamos exemplificar. Digamos que o usuário está procurando um tênis de corrida. Há pouco tempo, ele iria até o site da Nike, da Adidas ou de alguma outra marca que ele procura, para conhecer os modelos. Em seguida, aí sim ele poderia procurar nas lojas até encontrar a opção ideal.

Atualmente, o usuário que quer um tênis de corrida procura “tênis de corrida” e já cai diretamente nas opções de compra. Ele não viu nenhum dos outros sites e nenhuma das outras páginas.

Isso fica ainda mais fácil de visualizar com um exemplo bem banal. Há um certo tempo, era necessário entrar na página do Google para fazer uma pesquisa. Hoje em dia, basta digitar o termo na barra de endereço que a resposta já vem diretamente.

Ou seja, em cada aspecto da navegação, o usuário é treinado para receber exatamente o que quer, o mais rápido possível, se tornando cada vez mais impaciente. Mas, o que isso significa para a sua estratégia?

O impacto do comportamento do consumidor na sua estratégia

As empresas sempre seguem o que o consumidor precisa. Afinal, se você busca atraí-lo para sua marca, através de interações positivas, é preciso atender às suas demandas.

Então, é preciso entender o que torna os consumidores impacientes e as formas de estar disponível quando eles precisam.

Esteja presente no momento certo

Seguindo o exemplo da pesquisa do Google, a presença do termo “agora” deixa bem claro que as empresas precisam estar disponíveis para serem encontradas.

Isso significa que as suas estratégias de mídia e orgânica devem se focar o máximo possível no tempo real, trazendo informações em relação ao estoque, por exemplo.

Combinar as técnicas de SEO com as informações atualizadas sobre o seu produto e sua marca, é uma forma de garantir uma maior visualização e um maior atendimento a questão imediatista do cliente.

Seja relevante de acordo com o momento

Se um cliente é impaciente, ele quer que a sua demanda seja atendida. Isso significa que é importante interagir nos momentos mais importantes da sua jornada, seja ela qual for, para entregar o que ele procura.

Voltando ao exemplo do “tênis de corrida”, se é isso que o usuário procura, não adianta entregar outro tipo de tênis porque não é isso que ele quer agora. Existem diversas formas automatizadas de fazer esta interação com o cliente, reconhecendo o momento da jornada em que ele está.

Se ele procura o termo acima, ele já tem uma ideia bem clara do que quer. Por isso, você não precisa “convencê-lo” a comprar o produto, precisa persuadi-lo a comprar a sua marca. Logo, a jornada precisa ser agradável e o processo o mais simples e direto possível.

Seja transparente e informativo

Por outro lado, é preciso ser o mais transparente e informativo possível. O usuário quer dados e os quer de maneira simples. Também de acordo com o Google 88% dos usuários preferem marcas que são totalmente transparente em todas as etapas da jornada, com as informações mais importantes em relação ao produto.

Então, uma boa estratégia de mídias ou orgânica que tem como alvo o consumidor impaciente podem ser resumidas nos seguintes passos:

Conheça o seu público – É preciso entender bem o público para entregar o que ele precisa;

Esteja disponível e fácil de ser localizado – Aplique bem as estratégias de SEO e se foque nas plataformas mais usadas por eles;

Tenha bastante atenção com as palavras-chave: É preciso ter atenção com os termos utilizados. O ideal é ser o mais específico possível para trazer o público que realmente quer o seu produto ou serviço;

Analise o desempenho: A vantagem do marketing digital é a possibilidade de avaliar o desempenho das suas estratégias. Com um trabalho de mensuração e análise constante, você pode reconhecer como a sua estratégia está caminhando.

O foco na experiência do usuário

Todos estes pontos podem ser resumidos pensando na experiência do usuário. Se ele é impaciente, é preciso que a sua experiência seja construída de modo a reconhecer esta necessidade e entregar uma jornada que seja informativa, rápida e direta.

As empresas seguem a demanda do usuário. Portanto, se atualmente ele é treinado para ser impaciente, cabe às estratégias mídias e orgânica ter uma resposta para este comportamento.E agora que você já sabe melhor como é o comportamento do usuário, pode colocar estes conceitos para que as suas estratégias sejam ainda mais eficientes! Se quiser contar com a ajuda da M2BR, confira os nossos cursos para colocar este conhecimento em prática, ou acesse outros conteúdos do nosso blog para conhecer ainda mais sobre o assunto!

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *