Marketing Pessoal: o que é e porque você deve investir

Categorias Artigos, Branding, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital
marketing_pessoal_o_que_e_e_porque_voce_deve_investir

Com o número de empreendedores crescendo cada vez mais, não é a toa que vemos mais “nomes próprios” que são marcas. Investir em seu nome, em você mesmo, é fazer marketing pessoal. Mas, por que isso é importante? É o que vamos responder neste post.

O marketing pessoal é o que você faz para se promover, para “aparecer”, e envolve também como as pessoas percebem isso. Já o personal branding segue o mesmo significado do branding, que traduzindo, é o gerenciamento de marca (brand, em inglês).

Existem ferramentas e ações para você trabalhar a sua própria marca, principalmente se é um empreendedor ou até mesmo líder de um time.

Um motivo que deveria fazer investir em sua marca pessoal, logo de cara, diz respeito às tendências de talentos em 2019, que servirão como base para recrutadores e profissionais de RH contratarem novos profissionais.

A maior tendência para o futuro das contratações, segundo o LinkedIn, apontada por 91% dos entrevistados, é soft skills (falaremos melhor logo abaixo). Se você não entendeu a relação, explicamos.

O marketing pessoal é o que você vai fazer para tornar-se mais visto. Seja usar mais as redes sociais – principalmente as profissionais, ir a eventos, investir na sua qualificação, entre outras. Desenvolver habilidades também deve ser parte desse processo.

Aí é que entram as soft skills. Desenvolvendo-as e tornando esses talentos perceptíveis às pessoas, principalmente recrutadores, você terá mais chances de conseguir um emprego melhor ou mesmo uma promoção.

Por isso essa tendência global de talentos deve estar no seu radar. Não sabe como desenvolver as suas habilidades pessoais? Veja a seguir.

O que é e para que serve o marketing pessoal

Para empreendedores iniciantes, principalmente, investir em marketing pessoal pode ser essencial ao negócio. Afinal, sua empresa está nascendo e você precisa aparecer e mostrar seu valor.

Além disso, muitos empreendedores trabalham só, como uma empresa única. O que torna ainda mais necessário “expor” suas habilidades profissionais.

Mas, não serve apenas para quem gerencia seu próprio negócio. Sabia que os funcionários têm 10x mais conexões que os perfis das empresas, segundo divulgado pelo LinkedIn?

As pessoas também têm 3x mais chances de acreditar em informações de um funcionário do que no CEO. Quer mais motivos? Quando um funcionário compartilha algo, o CTR (Click-through rate) é 2,1x maior que a publicação original no perfil da empresa.

Mas por que esses dados do LinkedIn importam? Só demonstram que, mesmo sem ser o dono da sua própria empresa, você também tem destaque e um importante papel. Não só na companhia, mas na construção da sua carreira e imagem.
Marketing PessoalMas por que esses dados do LinkedIn importam? Só demonstram que, mesmo sem ser o dono da sua própria empresa, você também tem destaque e um importante papel. Não só na companhia, mas na construção da sua carreira e imagem.

Como desenvolver seu marketing pessoal

como_desenvolver_seu_marketing_pessoal

É basicamente investir em você mesmo e, nesse processo, ter cuidado com sua personal branding. Além de qualificar-se, é cuidar da sua imagem também.

O seu marketing pessoal pode ser aperfeiçoado com o desenvolvimento de habilidades profissionais e interpessoais. Isso visando ao bom desempenho do seu trabalho e, consequentemente, da sua carreira.

Por exemplo, algumas habilidades são necessárias para os profissionais do presente e do futuro. Além de conhecimentos