analista_de_marketing_digital

As vagas de analista de marketing digital são cada vez mais comuns nas empresas.  Podemos dizer que há mais chances assim do que o tradicional cargo de analista de comunicação. E qual é a diferença? O primeiro está focado nas estratégias de Comunicação e Marketing, principalmente, como foco nas novas tecnologias e no ambiente digital.

Em uma rápida pesquisa, podemos pontuar como funções e competências do analista de marketing digital as seguintes tarefas. Ah, antes que você fique com medo e pense em desistir da carreira, precisamos destacar que não é comum ter vagas exigindo especialização em absolutamente todos esses tópicos abaixo.


• Conhecimentos de mídia paga, como Google Ads e Facebook Ads;
• Conhecimentos das ferramentas Google: rede de display e links patrocinados, Search Console, Analytics, entre outras;
• Analisar comportamento do consumidor e ajudar a traçar a persona;
• Controlar orçamento de campanhas e da verba de marketing;
• Planejar e atuar na performance de campanhas;
• Acompanhar a execução das estratégias e trabalhar com metas;
• Planejamento e acompanhamento de performance de campanhas;
• Monitorar e analisar as campanhas;
• Criar relatórios;
• Trabalhar direcionado por dados;
• Entender sobre ROI;
• Conhecimento de automação de marketing e ferramentas como RD Station, SharpSpring, Leadlovers, Hubspot, entre outras;
• Conhecimentos de tratamento de imagens e ferramentas como Photoshop e Illustrator;
• Conhecimentos de SEO e SEM;
• Conhecimentos de Teste A/B;
• E-mail Marketing;
• Noções de Marketing de Conteúdo;
• Noções de Inbound e Outbound;
• Noções de HTML;
• Conhecimentos em Marketing de afiliados.


É muita coisa, mas dificilmente até um cargo de gestão exigirá especialização em tantas áreas. Mas, lembre-se que há uma diferença entre ter conhecimentos e entre ser especializado nas áreas.

O profissional de marketing não precisa ser especialista em todas as disciplinas, mas precisa ter conhecimentos de todas. Seja alguém na posição de analista ou de gestor de marketing.

Atividades do analista de marketing digital

atividades_do_analista_de_marketing_digital

Saber o que é Marketing Digital é o mínimo para o profissional que quer atuar nessa área. Listamos acima uma série de conhecimentos que podem ser exigidos, mas não significa que o analista atuará em todas essas áreas.

Uma empresa com a equipe reduzida talvez não trabalhe com todas as áreas citadas. Enquanto empresas com equipes maiores terão mais pessoas na equipe, com as tarefas mais bem distribuídas. O analista ainda não precisa dominar tudo, mas também já passou da fase do início da carreira, em que ocupava o cargo de assistente e estava aprendendo.

O analista precisa ter conhecimentos dessas áreas (e se especializar e algumas), para crescer na carreira. Ao mesmo tempo, precisa desenvolver outras habilidades, como gestão, para um dia ocupar uma posição sênior de gestor.

O básico para desenvolver toda e qualquer atividade, em todas as carreiras de Marketing Digital, é saber comportamento do consumidor.

Todo analista de marketing digital precisa conhecer seu público, como se comporta, quais os problemas possui, o que solucionaria seus problemas, porque tal produto ou serviço seria comprado… Enfim, tudo envolvendo um profundo conhecimento da persona.

Basicamente, um analista de marketing deve trabalhar com produto e campanhas. Desenvolver campanhas de e-mail marketing, participar da estratégia e implementação das mídias pagas, criação de landing page, promoção, entre outras tarefas.

O analista pode ser especializado ainda em algumas áreas de Marketing Digital, como mídias sociais, análise de dados ou mesmo conteúdo. As atividades, portanto, variam de cargo e empresa.

Perfil de um analista de marketing digital

perfil_de_um_analista_de_marketing_digital

Ser analítico é, talvez, uma das características mais importantes de quem atua na área de Comunicação hoje. Isso porque seu trabalho deve ser direcionado pelos dados. E se você ainda não está fazendo isso, certamente estará perdendo dinheiro – ou gastando em excesso -, e deixado passar uma série de oportunidades.

Para realmente se destacar na carreira, existem alguns conhecimentos que podem diferenciar o profissional da maioria. Porém, existem aqueles que são básicos e todos devem conhecer. Todo analista  de Marketing Digital deve saber:

  1. Planejamento – montar um planejamento é fundamental antes de cada campanha. Nesse plano você deve considerar as mídias que serão utilizadas, linguagem, persona escolhida, orçamento, quem fará o que, quando cada etapa será colocada “no ar”, resultados esperados, entre outros pontos.
  2. Facebook / Instagram – As duas das maiores e principais redes sociais usadas em todas as campanhas. Pode ser que seu público não esteja em uma delas. E se esse for o caso, não adianta insistir. Mas dificilmente sua persona não se encontra nessas redes. Aqui você deve conhecer melhores horários de acordo com o público da sua página, quais são os melhores formatos de conteúdo, como funcionam os anúncios.
  3. Outras mídias sociais – Como falamos, pode ser que seu público esteja presente mais em outras redes, como Linkedin, Twitter ou Pinterest. Por isso, você deve saber como trabalhar com mídias sociais e como anunciar para converter.
  4. E-mail marketing – Sim, e-mail ainda é uma das formas mais efetivas de se comunicar com seu público interessado e tentar gerar conversão. Para isso, existem técnicas específicas de criação e disparo de e-mail. Um conhecimento relacionado aqui é o de automação de marketing.
  5. Campanha de mídia paga – Saber como funciona Google Ads e os anúncios de outras mídias é parte fundamental da geração de tráfego, leads e também de conversão.
  6. SEO – Para aparecer no Google “de  graça” e ganhar tráfego orgânico, é essencial que você tenha conhecimentos de SEO. E não é só para quem produz conteúdo em texto. As técnicas envolvem otimização de páginas e do próprio site.
  7. Analytics – De nada adianta bolar a campanha mais incrível do mundo se você não conseguir saber se converteu ou não. Ou pior, esperar chegar no final e descobrir que fracassou. É por isso que acompanhar o Analytics ajuda com os ajustes ao longo da campanha e avaliação e análise no pós.

Como se destacar sendo um analista de marketing digital

como_se_destacar_sendo_um_analista_de_marketing_digital

Já falamos do básico de quem trabalha com Marketing Digital. Agora vamos partir para o diferencial. São áreas que podem também fazer parte do dia a dia destes profissionais e muitas são relativamente novas, ou seja, ficaram em alta há poucos anos. Além disso, especialistas nessas áreas terão um bom destaque em seus currículos e mais chances de competir por boas vagas.

  • Vídeo marketing – Estudos já mostraram que até 2020, cerca de 75% do tráfego da internet será do consumo de vídeos. Acho que não precisamos nem falar o quão importante é conhecer a fundo essa mídia, não é?
  • Influenciadores – Falando em vídeos, o trabalho com influenciadores também cresce. Segundo dados divulgados na Vidcon 2018, 89% dos uploads no YouTube vieram de influenciadores no primeiro trimestre deste ano.
  • Afiliados – Ganhar comissão vendendo os produtos de terceiros é basicamente como funciona o sistema de afiliados. E existe uma parte do marketing específica para trabalhar com esse nicho.
  • Viral – Criar conteúdos virais é o que muitas marcas desejam. Afinal, o boca a boca é quase todo o responsável pela visibilidade da marca aqui, sem que precise investir muito em mídia paga. Bons conteúdos virais são altamente compartilháveis, tendo assim o público contribuindo com a divulgação.
  • Geração de lead – Toda boa estratégia de marketing e vendas começa com a captação de consumidores em potencial, os leads. Saber formas de captar leads e relacionar-se com eles para converter em vendas é essencial para toda boa estratégia digital.
  • Storytelling – As pessoas se sentem mais atraídas por um conteúdo que conta uma boa história. Pense em todos os comerciais da Coca-Cola, por exemplo? Você lembra de algum que não tivesse uma historinha sendo contada?
  • CRO (Conversion Rate Optimization) – A otimização da taxa de conversão são táticas aplicadas para melhorar essa taxa. Podem ser mudanças em landing, no produto, o que for necessário para melhorar o percentual de conversão dos seus leads em vendas.
  • Growth Hacking  – São as táticas de crescimento que envolvem, em linhas gerais, compilado de dados, que resultam em um planejamento com rápida aplicação da estratégia no negócio (teste), análise de dados novamente e melhorias, se for o caso. São mudanças implementadas rapidamente, e retiradas na mesma velocidade caso não estejam performando corretamente, que visam ao crescimento do negócio.
  • UX – Seja para desenvolver um site, uma landing page ou mesmo um aplicativo, entender um pouco de usabilidade vai facilitar e muito seu trabalho.
  • Copywriting – Chamadas atrativas, persuasivas e, principalmente, que vendem. Quer motivo melhor para aprender essas técnicas de escrita?

Cursos para analista de marketing digital

cursos_para_analista_de_marketing_digital

Agora você deve estar se perguntando como colocar tudo isso em prática. Para uma boa estratégia de Marketing Digital, você pode começar conhecendo um pouco mais de mídias sociais. Na M2BR Academy, o curso de como Facebook Marketing é o único no Rio de Janeiro chancelado pelo Facebook Brasil.

Você também pode completar a sua formação com Instagram Marketing, Maratona de Certificação em Google Ads, SEO na Prática e Web Analytics. Aprenda tudo na prática e tenha mais um diferencial na sua carreira.

A M2BR Academy acredita na evolução do ensino pela realização prática do conhecimento teórico, por isso temos uma metodologia própria desenvolvida sobre PBL (Problem Based Learning), adotado pelas melhores escolas e cursos. Somos entusiastas e realizadores, assim como nossos parceiros e compartilhamos o saber para a formação de um mercado profissional, dinâmico, criativo e inovador dentro do segmento de marketing e mídia digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *